Futsal – O tão adorado futebol de salão

O Futsal, ou Futebol de Salão, faz parte da grade de esportes da área formativa do clube Paineiras do Morumbi, que sempre se mantém no conceito do esporte com base no lazer, seja no encontro entre amigos, como também em disputas de campeonatos regionais, nacionais, interclubes ou atividades internas que vão desde competições e eventos, à prática de cursos regulares.

O Futsal do clube Paineiras atende crianças a partir dos 6 anos, oferecendo em sua primeira base o aprendizado dos fundamentos básicos da modalidade, desenvolvendo qualidades físicas básicas, o gosto e o interesse pela prática do esporte.

Neste artigo, trataremos de alguns pilares fundamentais do Futebol de Salão, conhecendo sua origem, seu desenvolvimento no Brasil, os principais fundamentos, regras, a força do Futsal brasileiro no cenário internacional e os benefícios da prática dessa modalidade.

Índice

Origem do Futsal

A origem do Futsal está em Montevidéu, Uruguai. O esporte surgiu em meados de 1934 pela mente de Juan Carlos Ceriani Gravier, no ímpeto pela criação de uma modalidade que conseguisse unir o futebol, handebol, basquete e polo aquático em uma única categoria.

A origem uruguaia se justifica na medida que, na década de 30, o Uruguai era considerado uma das maiores potências do futebol internacional. Dentro desse contexto, surgiram vários nomes do esporte como o próprio argentino Juan Ceriani Gravier, idealizador da modalidade.

Gravier formou-se como secretário geral da YMCA e professor de Educação Física e Esporte em Buenos Aires, na Argentina. Por volta de 1930, já como membro da Associação Cristã de Moços (ACM), idealizou o Futsal, mas com o nome de “Indoor Football”.

A modalidade logo ganhou terreno nas escolinhas, principalmente pela paixão latino americana pelo futebol, como pela facilidade de estrutura para que os jogos pudessem acontecer e se desenvolver.

A história do Futsal no Brasil

A corrente mais forte credita a origem do Futsal no Brasil através da difusão dos professores João Lotufo e Asdrúbal Monteiro, em 1935, que se graduaram no Instituto Técnico da Federação Sul Americana das ACM, onde tiveram os primeiros contatos com o “Indoor Football” de Gravier.

Os professores foram fortes entusiastas da categoria, chegando a modificar diversas regras no esporte no Brasil. A estrutura do Futsal como conhecemos aconteceu por meados de 1950, quando o modelo com limite de cinco jogadores e as marcações características da quadra de Futsal foram, de fato, estabelecidas.

A uniformização das regras e da prática do esporte também foram facilitadas pela rápida criação de entidades que buscavam regulamentar o esporte. Dentre as principais estão o Conselho Técnico de Assessores de Futebol de Salão, em 1957, As Federações Metropolitana e Mineira de Futebol, em 1954, e as Federações Paulista, Cearense, Paranaense, Gaúcha e Baiana de Futebol de Salão, em 1955.

Em poucos anos, grande parte dos Estados brasileiros já possuíam entidades próprias, o que fortaleceu a rápida disseminação e integração da modalidade no dia a dia de escolinhas e clubes pelo Brasil.

 

Como se joga Futsal?

O jogo de Futsal ocorre em dois tempos de 20 minutos cada, mediada por 10 minutos de intervalo. Nesse período de jogo, as duas equipes buscam realizar gols em seus adversários. Para isso, baseiam suas jogadas em alguns fundamentos:

  • Recepção: receber a bola em boas condições para prosseguir uma jogada.
  • Condução: progredir com a bola pelo espaço de jogo.
  • Drible: se livrar da marcação mantendo a posse de bola.
  • Passe: tocar a bola para um companheiro de equipe em melhores condições.
  • Chute: finalizar a bola para marcar o gol.

 

Regras do Futsal

As regras oficiais do Futsal, gerenciadas pela FIFA, são organizadas em dezessete eixos que discorrem sobre a duração e momentos do jogo, da quadra, da bola, dos árbitros e suas funções, como também dos jogadores, suas funções e das situações penalizadas no jogo. De maneira básica, pode-se destacar:

futsal paineiras 3

1 - A quadra de Futsal

A quadra é delimitada por duas linhas laterais, de 25 metros cada, e por duas linhas de fundo, de 16 metros. Ela também possui uma linha central que se comunica com as duas linhas laterais, formando os dois campos em que os jogadores de organizam. Sobre essa linha central, se encontra o círculo central, com raio de 6 metros, onde a bola é posicionada em todo início e reinício de jogo.

Na linha lateral, próximo à mesa de arbitragem, se encontra a zona de substituição. Essa zona é um espaço de 5 metros de linha lateral reservada para a entrada e saída dos jogadores durante a partida. Não há limites de substituições no Futebol de Salão.

A área do goleiro ou área penal fica em um raio de 6 metros das traves, onde se delimita a área onde os goleiros podem atuar com as mãos, e o ponto onde deve ser cobrado as penalidades.

A 10 metros do ponto médio entre as duas traves laterais também é feita a marcação do segundo tiro penal, usado para cobrança de tiro livre direto sem barreira, que ocorre quando uma equipe extrapola o limite de 5 faltas por tempo de jogo.

2 - Jogadores no Futsal

O Futsal é jogado por cinco jogadores em cada equipe, sendo quatro de linha e um goleiro que pode, eventualmente, atuar como um goleiro linha. Isso normalmente acontece em fases mais agudas dos jogos, seja para subir a linha ofensiva do time ou para compensar a ausência de algum jogador expulso.

Cada equipe pode ter até nove jogadores de reserva no banco, prontos para substituições livres no decorrer da partida. Conheça as posições do Futsal:

  • Goleiro: responsável por proteger o gol do seu time.
  • Fixo: jogador mais próximo do goleiro, sendo responsável por defender seu campo e atuar na organização do sistema tático do time.
  • Alas: jogadores laterais responsáveis por organizar as jogadas de ataque e defesa. São, de maneira geral, os atletas mais velozes do time.
  • Pivô: jogador mais próximo do centro da quadra e o mais avançado do time. É o principal jogador de ataque, geralmente o mais forte e ágil do time.

3 - Faltas no Futsal

A cobrança de lateral é a falta mais comum de um jogo de Futsal e ocorre quando um jogador toca a bola inteiramente para fora do limite da linha lateral da quadra. A bola, então, é colocada em jogo pela equipe adversária que deve realizar um passe com os pés a algum dos companheiros.

O tiro de canto também é outra falta comum ao jogo de Futsal, ele ocorre quando um jogador toca a bola e ela sai inteiramente do limite da linha de fundo de seu próprio campo, sendo cobrada pelo adversário com os pés em um passe para algum companheiro.

Há também o pênalti, que é marcado quando uma falta é cometida contra o adversário dentro de sua própria área, sendo concedido ao adversário a cobrança de um tiro livre direto.

Além disso, as faltas comuns também podem ser marcadas quando um jogador infringe alguma regra do jogo, como usar força excessiva ou tocar a bola com as mãos. Quando essa falta é marcada, a bola é posicionada no local da infração, possibilitando ao adversário o toque ou o arremate direto pro gol.

4 - Punições no Futsal

Em caso de faltas graves, jogadas anti-esportivas ou avaliadas como imprudentes pelo árbitro, os jogadores podem ser punidos com expulsão ou advertência. Assim, cada jogador pode receber até duas advertências (cartões amarelos) em uma partida. A soma de duas advertências resulta em expulsão. O jogador também pode ser expulso diretamente, através do cartão vermelho.

Quando um jogador é expulso, a equipe punida deve permanecer com um jogador a menos em quadra pelo tempo de dois minutos cronometrados, ou até sofrer um gol. Depois, outro jogador deve entrar para substituir o jogador expulso.

Vale lembrar que, caso uma equipe fique com menos de três jogadores em campo, a partida é encerrada e a equipe adversária é considerada vitoriosa. Outros aspecto importante para lembrar é que não existe impedimento no Futsal, como temos no Futebol de Campo.

Tradição brasileira no Futsal

Nenhuma modalidade esportiva brasileira apresenta uma performance tão eficiente quanto a seleção brasileira de Futsal masculina, que já conquistou mais de 50 títulos internacionais ao longo de sua história.

O Brasil também tem tradição na formação de lendas do Futsal, como Douglas, Manoel Tobias, Jorginho,  Choco, Lenísio e Falcão, este considerado o maior jogador de Futsal de todos os tempos.

O Futsal é benéfico para as crianças?

O ensino do Futsal para crianças é muito importante, pois ele contribui em diversos aspectos do desenvolvimento infantil como um todo, tais como:

  • Desenvolvimento das habilidades motoras.
  • Desenvolvimento do condicionamento físico.
  • Aprimoramento cognitivo e intelectual.
  • Desenvolvimento social.
  • Desenvolvimento emocional.

 

futsal paineiras 1

O clube Paineiras do Morumbi tem tradição no desenvolvimento das crianças através do Futsal e diversas outras modalidades esportivas, atualmente com mais de 3000 alunos em diversas modalidades, prezando sempre pelo crescimento social e cidadania de seus alunos, envolvendo-os no conhecimento profundo do esporte, tanto no social como nas esferas esportivas e competitivas.

Tem interesse em fazer parte dessa família?

Sua família também pode fazer parte do melhor clube social do Brasil