Boxe – Entenda Tudo Sobre a Modalidade

O Boxe é um tipo de luta tradicionalmente conhecida pelo combate “homem a homem” utilizando-se apenas dos próprios punhos. Por muito tempo a modalidade foi chamada de “a nobre arte”, muito pela elegância dos movimentos e das esquivas dos golpes.

Como regra geral, o Boxe permite socos apenas da cintura para cima e é organizado em uma série de torneios divididos por categorias limitadas por peso, como veremos a seguir.

Sumário

História do Boxe

Há registros antigos da existência da modalidade por volta de 3.000 a.C, mais precisamente no Egito antigo. Entretanto, foi na Grécia, por volta do século 7 a.C que a modalidade começou a tomar cara de esporte como o conhecemos hoje.

Embora tenha feito parte das Olimpíadas da Grécia antiga, a história do Boxe é cheia de altos e baixos, com períodos de grande fama e popularidade, e outros de baixa adesão e pouquíssima visibilidade.

Durante o Império Romano, por exemplo, houve alterações controversas no Boxe, que passou a ser protagonizado por gladiadores que lutavam com luvas recheadas de metal. A disputa somente terminava com a morte de um dos lutadores.

Com o fim do Império, a modalidade perdeu muita força, reaparecendo apenas no século XVII, na Inglaterra. Foi em 1880 quando competições organizadas começaram a aparecer e o esporte voltou a ter espaço entre as modalidades de artes marciais.

O Boxe entrou nas Olimpíadas em 1904, em St. Louis. Desde então, passou por algumas mudanças importantes, como o uso obrigatório do capacete (determinado em 84 em Los Angeles), o uso do sistema eletrônico de pontuação (determinado em 92 em Barcelona) e a uniformidade da pontuação das lutas (determinado em 2008 em Pequim).

Outra mudança importante foi a inclusão do Boxe feminino, com três categorias: mosca (até 51 kg), leve (até 60 kg) e meio-pesado (até 81 kg).

Como são as lutas de boxe?

O Boxe olímpico exige o uso de alguns equipamentos como:

  • Luvas;
  • Capacete;
  • Protetor bucal.

As lutas masculinas são divididas em três rounds de três minutos cada, enquanto as lutas femininas tem quatro rounds de dois minutos. Ao final de cada round, cinco juízes atribuem notas aos dois pugilistas, mas o resultado só é revelado ao final do combate.

O boxeador vencedor do round recebe dez pontos a cada round vencido, enquanto o perdedor ganha entre seis e nove pontes. Como o sistema é eliminatório, quem perder vai ficando pelo caminho, até sobrarem apenas os dois finalistas.

boxe 2

Qual a diferença entre o boxe profissional e o olímpico?

A principal diferença entre o boxe olímpico e profissional está no número de rounds e pela dispensa do uso de capacete. No Boxe profissional são os organizadores da luta que definem o número de rounds que, em geral, duram até 12 rounds de 3 minutos cada.

O número maior de rounds é justificado pela necessidade de maior estudo do adversário, o que acaba exigindo um número maior de rounds. No Boxe profissional, os oponentes costumam criar estratégias mais elaboradas para acertar o oponente, enquanto no Boxe Olímpico os lutadores costumam atacar mais em busca de uma maior pontuação, principalmente por estarem mais seguros contra um nocaute pela proteção que o capacete proporciona.

Como é declarado um vencedor no Boxe?

Nas lutas de boxe existem cinco maneiras diferentes de declarar um vencedor:

  1. Por nocaute: ocorre quando um dos lutadores cai no chão ou se apoia nas cordas e não consegue se levantar antes do fim da contagem de 10 segundos.
  2. Provocar a queda: quando um dos pugilistas é derrubado de 2 a 3 vezes em um mesmo round.
  3. Nocaute técnico: quando um dos pugilistas é golpeado muitas vezes em sequência e o árbitro decide que ele já não pode se defender adequadamente.
  4. Jogar a toalha: quando um dos treinadores joga a toalha no ringue desistindo do combate.
  5. Por pontuação: quando a luta termina sem nenhuma das outras alternativas, é decidido pela pontuação analisada pelos juízes.

Quais os principais golpes do boxe?

Os principais golpes do boxe passam por:

  • Direto: golpe veloz dado frontalmente pelo punho localizado atrás da guarda.
  • Cruzado: golpe que visa sempre a lateral da cabeça.
  • Jab: golpe normalmente utilizado para manter uma distância entre os lutadores, caracterizado por ser um golpe frontal com o punho localizado à frente da guarda.
  • Gancho: movimento curvo de punho que atinge lateralmente o adversário.
  • Uppercut: golpe que tem por objetivo atingir o queixo do adversário, e por isso tem a direção de subida, de um golpe dado de baixo para cima.

O que não pode fazer em uma luta de Boxe?

Existem algumas ações que são proibidas em uma luta de boxe. De maneira geral, são elas:

  • Golpear abaixo da linha da cintura, nas costas ou atrás da cabeça;
  • Chutar;
  • Atacar o adversário no chão;
  • Morder a orelha;
  • Atacar com a parte interna da mão, antebraço ou cotovelos;
  • Agarrar as cordas de limite;
  • Agarrar o adversário em excesso.

Quais as categorias existentes no Boxe?

O Boxe Olímpico conta com 10 categorias no masculino e 3 no feminino. 

Masculino:

  • Mosca-ligeiro (até 49 kg).
  • Mosca (até 52 kg).
  • Galo (até 56 kg).
  • Leve (até 60 kg).
  • Médio-ligeiro (até 64 kg).
  • Meio-médio (até 69 kg).
  • Médio (até 75 kg).
  • Meio-pesado (até 81 kg).
  • Pesado (até 91 kg).
  • Superpesado (acima de 91 kg).

Feminino:

  • Mosca (até 51 kg).
  • Leve (até 60 kg).
  • Meio-pesado (até 81 kg).

Quais os benefícios de praticar Boxe?

O Boxe proporciona muitos atrativos, como melhorar a forma física, tonificar os músculos, disciplina e outros. Separamos algumas das principais:

Defesa pessoal:

Muitas pessoas buscam o Boxe porque querem aprender uma luta e uma maneira de se defender em uma situação de risco. A arte marcial, nesse prisma, contribui para que o aluno adquira uma consciência corporal.

Condicionamento físico:

Além das técnicas aprendidas na modalidade, o Boxe trabalha diversas atividades funcionais que melhoram o condicionamento físico em diferentes aspectos. Entre as atividades estão correr e pular corda, que ajudam a perder peso e ganhar resistência; flexão de braço, que desenvolve os músculos superiores; e o abdominal, que trabalha os músculos do abdome e lombar.

Menos estresse:

A luta é uma ótima alternativa para aliviar o estresse e a tensão depois de um dia de trabalho. Quando se está batendo em um saco de areia, por exemplo, você deixa de lado as preocupações e descarrega toda energia negativa naquela atividade, favorecendo uma melhor qualidade de vida.

Perda de peso:

Durante uma aula de Boxe de 1 hora e 30 minutos, por exemplo, um aluno pode perder entre 800 e 1000 calorias. Somado isso a uma dieta balanceada, você não só vai perder peso como definir os músculos.

Trabalho de vários grupos musculares:

O Boxe também é uma ótima alternativa para quem quer fugir da rotina dos exercícios de musculação, já que ele trabalha os membros superiores e inferiores. Esses movimentos trabalham em diversas regiões do corpo, passando pelas pernas, cintura, abdômen, peitoral, braços e até a cabeça.

Melhor auto-estima:

Com uma definição muscular, emagrecimento e consciência corporal, o Boxe auxilia automaticamente na melhora da auto-estima. Os alunos que treinam Boxe com regularidade enxergam melhorias em seu corpo e na qualidade de vida, ganhando mais confiança para fazer qualquer coisa.

Principais nomes do Boxe brasileiro

O Brasil também possui um histórico incrível de lutadores no Boxe. Entre os nomes mais conhecidos estão:

Éder Jofre:

O brasileiro entrou para a história do Boxe e é conhecido como o maior pugilista do Brasil de todos os tempos. Seu nome é extremamente popular no cenário internacional, principalmente nos Estados Unidos. Bem antes de o Brasil ser conhecido como o país do Futebol, ficou famoso através de Éder Jofre, devido às suas grandes vitórias mundo afora.

 

Acelino "Popó" Freitas:

Popó também entrou para o “hall da fama” através de suas conquistas no Boxe. O brasileiro ganhou quatro títulos mundiais e chegou a estar invicto por 20 lutas. Em 2007, Popó se retirou do esporte e retornou em 2012 para defender com louvor mais um título e se consagrar como um importante nome do Boxe no Brasil e no mundo.

Miguel Oliveira:

Miguel foi destaque do Mundial de Boxe de 1975, em Mônaco. Depois de 56 lutas, Miguel Oliveira venceu 25 por nocaute, perdendo apenas cinco disputas e empatando uma delas. Seu desempenho desbancou o campeão mundial daquela época, o espanhol José Duran.

Sertão:

Valdemir dos Santos Pereira, mais conhecido como Sertão, foi a sensação do Mundial de Boxe de 2006. Apesar de ter encerrado a carreira em plena juventude, Sertão foi o quarto brasileiro a conseguir alcançar uma premiação no Boxe internacional.

Servílio de Oliveira:

Além de ter colocado o nome do Brasil em um nível elevado por ter ganho uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do México, Servílio de Oliveira também se destacou no cenário sul-americano, sendo uma vez campeão, além de conquistar também um título nacional.

Esquiva Falcão:

Esquiva Falcão se tornou o primeiro boxeador do Brasil a competir em uma final Olímpica, levando a medalha de prata em 2012, nas Olimpíadas de Londres. Quatro anos depois, lutando em casa, Falcão levou o ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Robson Conceição:

Robson foi o primeiro boxeador brasileiro a ganhar uma medalha de ouro olímpica, e a vitória dele veio através dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Boxe do clube Paineiras do Morumby

Se você gostou desse artigo e quer saber onde treinar Boxe, o clube Paineiras do Morumby oferece o curso regular da modalidade para associados acima de 14 anos.

O objetivo do Boxe do clube Paineiras é aprimorar a coordenação motora dos alunos, desenvolvendo seu condicionamento físico, melhorando o sistema cardiorrespiratório, a percepção do espaço-temporal e promover a agilidade dos movimentos do corpo e equilíbrio.

Tem interesse em fazer parte dessa família?

Sua família também pode fazer parte do melhor clube social do Brasil

Artigos relacionados