As donas da bola

Em todo o planeta, o futebol feminino vem crescendo gradualmente e ganhando seu espaço. Dentro e fora do campo, cada vez mais as mulheres desfrutam do esporte mais popular do mundo. Uma grande evolução, principalmente pensando no Brasil, onde a prática da modalidade por mulheres já foi até proibida em determinado momento da história. O que todos precisam saber é que no Paineiras, as associadas podem encontrar uma turma que ama e pratica o esporte que está no coração e na alma do brasileiro.

E essa história tem início lá no passado. De acordo com Patrícia Casari, associada do Paineiras e “boleira”, o futebol feminino no clube já existia há cerca de 20 anos. No entanto, por diversas razões, a modalidade foi interrompida e seu retorno só aconteceu pouco tempo antes da chegada da pandemia. Segundo ela, Bruna Lavoura foi uma das principais responsáveis por essa volta.

“Entre 2017 e 2018, a Bruna teve a iniciativa de tentar criar um grupo de mulheres para voltarmos a jogar no futebol soçaite. Ela foi atrás de contatos de algumas mulheres jogavam no Paineiras no passado e eu estava entre elas. Assim, começamos a nos reunir aos sábados para jogar o nosso chamado “rachão”. Pouco tempo depois, conseguimos junto à diretoria, ter o nosso professor da modalidade.”, conta Patrícia.

Futebol Femino 2
Futebol Femino 1

Bruna por sua vez, sempre foi uma amante do esporte. Associada há 37 anos, ela sempre participou das competições esportivas do clube. “A ideia de criar o grupo vem do quanto eu gosto de jogar futebol e de observar que, em outras modalidades, as pessoas se unem para praticar. Aí pensei em juntar umas amigas que gostam de jogar e elas também falaram com outras mulheres. Assim nasceu nosso grupo”, relembra.

“Nosso foco é a diversão, e não a competição. Fazemos alguns jogos amistosos de vez em quando, mas sempre com o intuito mais recreativo e de confraternização. Temos um grupo muito receptivo e convidativo. Não importa se você não sabe jogar ou se é “boa de bola”, todas as mulheres são bem-vindas e serão bem recebidas em nosso grupo”, ressalta Patrícia.

Organizadora do grupo até hoje, Bruna destaca também a flexibilidade de comprometimento, com a consciência de que todas têm responsabilidades pessoais. “Não tem isso de, em caso de falta, a jogadora perder a vaga no grupo. Sabemos que cada pessoa tem suas coisas para resolver como trabalho, viagens, estudos filhos e família como um todo. As pessoas sentem essa liberdade e fica ainda mais gostoso vir jogar”, explica.

Mais recentemente, os treinos também começaram ocorrer durante a semana, nas quadras de futsal. Agora, o grupo se reúne para jogar 3 vezes na semana: nas quadras de futsal, de terça e quinta-feira, das 19h30 às 21h, e aos sábados, das 11h às 13h, no campo Society. As atividades ocorrem sob a organização e orientação do professor Zé Roberto. E o grupo está aberto para novas integrantes, independentemente da idade.

Se você gostou e quer se tornar parte do grupo, entre em contato com o departamento de esportes e procure por informações de modalidades recreativas.

Artigos relacionados