A História do Clube Paineiras do Morumby

Top 10 opções de lazer no bairro do Morumbi - Imagem de vista aérea do Bairro do Morumbi

A História do Clube Paineiras do Morumby

Fundado em 1960, o Clube Paineiras Morumby ocupa uma área de 120 mil metros quadrados no tradicional bairro do Morumbi.
Seu complexo esportivo de padrões internacionais de excelência oferece uma gama de atividades esportivas ao seu corpo associativo que atualmente conta com mais de 25 mil associados ativos.

Além disso, o Clube também oferece uma variedade enorme de opções de atividades culturais, como cursos e oficinas, assim como organiza uma agenda extensa de grandes eventos amplamente reconhecidos na cidade de São Paulo. O espaço abriga ainda 30 mil metros quadrados e mata atlântica preservada, com espécies nativas da fauna e flora devidamente catalogadas e controladas. Por estes motivos, o Paineiras é visto como uma ilha de tranquilidade e segurança em meio ao caos urbano paulistano.

Seu público é formado por famílias que buscam qualidade de vida, tranquilidade e segurança em um ambiente familiar e acolhedor. Um ponto alto é o premiado e tombado projeto arquitetônico dos anos 60, no melhor estilo brutalista, objeto de estudo entre especialistas e entusiastas da arquitetura de todos os cantos do mundo.

índice

Como foi fundado o Clube Paineiras do Morumby?

O Clube Paineiras do Morumby foi oficialmente fundado no dia 9 de agosto de 1960, às 10h30, numa assembleia geral na Rua Barão de Itapetininga, 224 – sede da Sociedade Financeira Barros Handley Ltda.,importante corretora de imóveis, onde trabalhava seu fundador, o alemão Detlof von Oertzen.

A região era predominantemente rural até meados da década de 1940, quando a cidade passou a crescer no sentido sudoeste. O fato é que o sucesso de vendas do Jardim América valorizou o bairro, fazendo com que a Companhia Imobiliária Morumby decidisse comercializar os lotes da fazenda.

O fundador do Clube Paineiras do Morumby, Detlof von Oertzen, nasceu em Berlim, capital da  Alemanha, em 1930. Veio para o Brasil em 1936, quando desembarcou na cidade de São Paulo, com apenas 6 anos. Detlof von Oertzen chegou com a família, que veio motivada pelo pai, um comandante renomado da força aérea alemã. Ele foi contratado para ser um dos pilotos pioneiros da recém-fundada empresa estatal Viação Aérea de São  Paulo, a extinta VASP.

Por trabalhar na corretora, Detlof von Öertzen, se viu interessado em um terreno de cerca de 77.000 m², com mata virgem situado na zona Oeste da cidade. O local, que era conhecido como Fazenda Morumby, era uma propriedade da tradicionalíssima e rica família Penteado. Von Ortzen, como corretor, tinha a incumbência de comercializar a área, mas começou a ter outros planos para o local.

Num domingo, ele e o amigo foram visitar a chamada Fazenda do Morumby. Era um local de difícil acesso, praticamente deserto, formando um vale, composto por três grandes degraus. Do alto da plataforma, tinha-se uma vista completa de toda a cidade, num ângulo de 360º.  À frente, era possível ver a Avenida Paulista; do lado direito, a represa de Guarapiranga; e, à esquerda, o Pico do Jaraguá. 

Nessa ocasião, Detlof von Oertzen teve a certeza de que estava ali com um propósito, até mesmo acreditando que alguma força o levou até aquele local, que esperava por ele. Foi então que ele definiu que aquele seria um lugar perfeito para um clube.

Detlof von Oertzen - O Fundador do Clube Paineiras do Morumby
Detlof von Oertzen

Por que Von Ortzen fundou o Clube Paineiras do Morumby?

Detlof Von Ortzen aos 30 anos de idade tinha paixão pelo esporte. Reunia-se quase diariamente, na hora de almoço, com seus amigos no Clube Pinheiros onde era sócio.  Eles formavam uma turma unida, de jogadores de poloaquático, que aproveitavam esse horário para praticar o esporte.

Isto ocorria apenas durante os dias de semana, pois aos sábados e domingos o clube era lotado e uma verdadeira multidão se comprimia dentro da piscina do clube, inviabilizando qualquer jogo.

Portanto, a ideia da construção de um clube mais exclusivo, com um quadro associativo restrito, para que a reunião de amigos pudesse ser mais tranquila e também durante os fins de semana, já pairava na mente de Von Ortzen. 

Foi aí que ele decidiu sondar sobre o terreno. Fez os primeiros contatos com Olímpia ‘Nina’ de Almeida Prado Penteado. Apresentou-se como um simples interessado na compra da gleba em questão. Tentou reduzir o preço sem sucesso. Ela estava irredutível. O valor de 49 mil cruzeiros era uma fábula na época.

Mesmo assim, Detlof  Von Ortzen negociou e sem se revelar como interessado no imóvel, pediu  uma ‘opção de compra’, uma espécie de parcelamento para a qual, na época, pagou 100 cruzeiros (pela reserva), embora não fosse comum o pagamento dessa opção em transações imobiliárias. 

A opção exigia que, antes da venda, fossem publicados dois anúncios no jornal ‘O Estado de São Paulo’, colocando o terreno à venda. Os anúncios não surtiram efeito. Portanto, Von Ortzen acabou ficando sozinho no negócio, sem concorrência.  Nina Penteado deu então um prazo de 45 dias para que que ele pagasse a primeira parcela da entrada, no valor de 10 mil cruzeiros. 

Clube Paineiras do Morumby: um clube de amigos desde a fundação

historico vertical primordios paineiras e1650000160166

Quem tem amigos, tem tudo. Detlof  Von Ortzen levou sua ideia de montar um novo clube para os amigos, principalmente os do polo aquático. Inicialmente a maioria a considerou uma loucura. Mas, pouco a pouco, o entusiasmo do fundador foi contagiando a todos.

A partir daí começou a tomar as providências necessárias para concretização da ideia, como a contratação de um advogado para elaboração do estatuto; execução de um anteprojeto para o clube; 

eleição da primeira diretoria e o principal: o início de venda de títulos para compor o caixa que viabiliza a aquisição.

Detlof  Von Ortzen calculou que a venda de cerca de 500 títulos garantiria o valor necessário para compra do terreno e conseguiu amortizar os 10 mil Cruzeiros de sinal do terreno, e realizar a escritura.  

A partir daí, ele criou o estatuto com o número máximo de títulos patrimoniais: 5.500, todos eles pensados para cobrir cada despesa. Os títulos seriam colocados à venda por etapas, de acordo com o desenvolvimento da obra e sua consequente valorização, ao preço inicial de 500 cruzeiros cada um: 

  • 500 títulos para a compra do terreno
  • 500 títulos para execução da terraplanagem
  • 2500 títulos para construção do conjunto esportivo
  • 2000 títulos para construção do ginásio e da sede social

O levantamento do capital inicial não foi uma tarefa fácil.  Os acontecimentos políticos extraordinários que ocorreram no país, no período compreendido entre os anos 1961 e 1964, comprometeram o processo. Naquela época, a inflação atingia índices alarmantes e a arrecadação ficou prejudicada principalmente pelos atrasos de pagamento. Mesmo assim, o projeto foi desenvolvido e as obras iniciadas:

A arquitetura do Clube Paineiras do Morumby

O projeto construtivo do Clube ficou a cargo do Arquiteto Carlos. B. Millan, um dos mais talentosos arquitetos paulistas da época. Além do desenho revolucionário que idealizou para o Paineiras, Millan também ajudou a criar o emblema do Clube, a folha de paineira estilizada que prevalece até hoje.

 

arquitetura clube paineiras m1 destaque

Na época, Millan estava no auge. Tinha acabado de vencer o concurso para planejar o Jockey Club de São Paulo. E mesmo com todo o prestígio, aceitou o desafio da execução do projeto do clube, numa época em que não havia condições financeiras para garantir seus honorários.

Millan criou um desenho revolucionário, que cativou a todos envolvidos diretamente, além de todos os paulistanos da região do Morumbi e de outros bairros.       

A obra foi pioneira na cidade. A construção demandou a movimentação de cerca de 400 mil metros cúbicos de terra. O conjunto aquático em concreto armado, parcialmente suspenso sobre os vestiários, totalizava uma área de construção da ordem de 17 mil metros quadrados, e exigiu a perfuração de inúmeros poços artesianos para enchimento das piscinas, e atendimento do consumo diário. 

Por volta de 1963, mesmo antes de inaugurado oficialmente, surgiu a oportunidade da compra de mais 20 mil metros quadrados na área frontal do Clube, também pertencente ao espólio da família Penteado. Embora muito criticada na época, a aquisição do novo lote permitiu ampliar o projeto inicial, com a inclusão da quadra de tênis número 2, da plataforma das quadras de basquete, voleibol e futebol de salão, bem como uma área que foi usada originalmente como estacionamento.

historia patamar das quadras de tenis
historia plataforma piscinas

Em 15 de novembro de 1964 foram inauguradas as primeiras dependências esportivas (piscinas, 17 mil m 2 de área construída), com um grande churrasco oferecido pelo Clube aos associados e convidados. 

Infelizmente, em 8 de dezembro de 1964, Arquiteto B. Millan veio a falecer num acidente automobilístico, juntamente com alguns de seus familiares.

Em 1967, a avenida hoje denominada Dr. Alberto Penteado – aberta pelo Paineiras, foi asfaltada. Havia luz e água, e as mansões serpenteavam todo o vale do Morumbi.  O velho projeto da Universidade Matarazzo foi transformado em Palácio do Governo, e o estádio do Morumbi passou a abrigar milhares de torcedores todos os domingos. 

O Morumbi já era um bairro consolidado, similar ao que é hoje. Nessa época, Detlof deixou a presidência do Clube, pois seu sonho já havia se concretizado: São Paulo tinha agora um clube à altura das suas tradições: o Paineiras do Morumby:  um clube de cidade, com características de campo; um clube de campo,

Linha do Tempo da Fundação do Paineiras do Morumby

1960 – 9 de agosto – Fundação do Clube, Constituição da Sociedade Civil Clube Paineiras do Morumby

1964 – Começaram a encher as piscinas e entrega parcial de 17mil m² de área Construída

1967 – Inauguração das piscinas e vestiários

1977 – Inauguração do Ginásio Velho

1979 – Inauguração do Campo de Futebol Soçaite

1980 – Inauguração do Ginásio Novo

1983 – Lançada a pedra fundamental que marcou o início das obras do Conjunto Poliesportivo do Vale e Inauguração da Plataforma Infantil

1984 – Entrega da 1ª. etapa da obra do Conjunto Poliesportivo

1985 – Inauguração do Campo Gramado

1986 – Início das obras da piscina olímpica e conclusão da 1ª. quadra coberta do Conjunto Poliesportivo

1989 – Inauguração da piscina olímpica

1990 – Cobertura das Quadras de Tênis do Conjunto Poliesportivo

1994 – Cobertura da piscina olímpica aquecida

1996 – Inauguração do Campo de Grama Sintética e conclusão da cobertura do Conjunto Poliesportivo

1998 a 2000 – Construção das quadras 13 e 14 de Tênis Fast e reforma das quadras de tênis

2001 a 2016 – Aprimoramento constante de infraestrutura

2016 a 2021 – Reforma do Edifício Milan para abrigar o novo Centro Cultural, construção do Studio Fitness, ampliação e reforma estrutural completa dos campos de futebol, construção da quadra 5 de Beach Tennis e da quadra 16 de piso rápido de Tênis, construção do Espaço Infantil, revitalização dos campos de futebol e society bem como das pistas de atletismo.

Quais são as atividades para os sócios do Clube Paineiras do Morumby?

O Clube Paineiras do Morumby oferece inúmeras atividades socioculturais para tornar os dias dos associados ainda mais divertidos. 

Para atender ao seu quadro associativo, composto de aproximadamente 25 mil pessoas, o Clube Paineiras do Morumby conta com instalações de ponta e um moderno complexo esportivo, além das instalações destinadas aos eventos e atividades da área sociocultural do clube.  

Desde a fundação, o patrimônio do clube cresceu muito. Atualmente, para propiciar o que há de melhor para os seus associados, está equipado por um complexo esportivo com sete piscinas aquecidas, três ginásios poliesportivos, treze quadras de tênis piso saibro, duas quadras de tênis piso rápido, cinco quadras de squash, quatro quadras de peteca, quadra de areia, campo de society, campo de futebol, pista de atletismo e fitness completo. Enfim, uma gigantesca estrutura de entretenimento. E ainda, a Escola de Esportes, que oferece mais de 40 cursos de formação e educação esportiva. 

A qualidade de vida é um diferencial no Paineiras. O SPA Paineiras oferece várias opções de tratamentos estéticos, massagens e sauna. O Centro Médico Paineiras possui especialistas nas especialidades de medicina esportiva, fisioterapia, entre outras. E, para facilitar o dia a dia, o Paineiras conta com serviço de manobrista nos estacionamentos, lava-rápido, lanchonetes, restaurante, barbearia, cabeleireiro, banca de jornal, mini shopping, escola de idiomas, biblioteca, brinquedoteca, entre outros. 

Estrutura além do esporte no Clube Paineiras do Morumby

O Paineiras conta com modernas estruturas como: 

  • Sala de Leitura, 
  • Cineteatro para 228 lugares, 
  • Biblioteca com área infantil e adulta, 
  • Complexo com 13 salas para abrigar os mais de 1.700 alunos dos cursos do departamento Sociocultural;

O Setor Cultural oferece atividades para associados a partir de seis meses de idade, que podem  desfrutar do Clube através de seus diversos cursos e agradáveis ambientes como Centro Cultural, Brinquedoteca,  SEARTI, além de inúmeros  eventos realizados ao longo do ano.

Calendário de eventos do Clube Paineiras do Morumby

Com a finalidade promover o lazer e entretenimento para os associados, o Paineiras realiza ao longo do ano diversos eventos sociais e festivos, que já fazem parte do calendário de nossa cidade, como:  Matinês de Carnaval, Feijoada da Folia, Festa Junina, Aniversário do Paineiras, Carnivoria, Réveillon, Festival das Escolas de Esportes, torneios e competições nacionais e internacionais e muito mais.

Agenda Paineiras

Todos os Eventos em um só lugar. Confira a Agenda e fique por dentro de tudo o que acontece por aqui.

Atividades para crianças no Clube Paineiras do Morumby

Pensando em oferecer o melhor aos pequenos paineirenses, o Clube Paineiras do Morumby promove durante o ano diversas atividades esportivas e culturais para crianças, a partir dos seis meses de idade.

Novo regulamento da Brinquedoteca

A Brinquedoteca do clube registrou em 2021 a presença de cerca de 23.000 pequenos paineirenses que participaram de atividades recreativas monitoradas e oficinas que foram realizadas ao longo do ano.  Com brinquedos para crianças de faixa etária entre 0 a 10 anos, o espaço proporciona muita diversão diariamente. Além disso, o clube também conta com um moderno Playground os pequenos podem se divertir livremente. 

Com caráter recreativo, lúdico e educativo, o Paineiras CAMP reúne crianças na faixa etária de 5 a 12 anos de idade. Há mais de 30 anos o CAMP promove a integração entre a criançada painereinse durante os meses de férias escolares nas dependências do clube. Em sua 78ª edição, o evento proporciona momentos inesquecíveis há várias gerações e recebe mais 500 crianças a cada temporada. 

Artigos relacionados